04/04/2019

Trabalhadores manifestam posição contrária ao ponto eletrônico na Universidade

Reunidos no hall da Reitoria em mais um ato contra o uso do ponto eletrônico na UFSC, os trabalhadores da Universidade manifestaram novamente sua posição contrária à instalação dos equipamentos no campus universitário. O ato chamado pela direção do SINTUFSC foi realizado no início da tarde desta quinta-feira (4/4), quando o coordenador geral do sindicato, Celso Ramos Martins, fez uma fala no sentido de manter viva a campanha para evitar a instalação por parte da Administração. Ele considerou positiva a iniciativa da Reitoria em abrir processo administrativo contra a empresa vencedora da licitação que forneceu os equipamentos. “Isso é bom porque atrasa a implantação, que está parada e estamos fazendo o dever de casa e conversando com a Administração. Enquanto isso vamos ganhando tempo e convencendo a categoria que o ponto eletrônico é discriminatório, porque o decreto deixou algumas categorias e chefias de fora, mantendo apenas os técnico-administrativos, o que fere a isonomia e não tem cabimento”, avaliou.

Lembrando que essa luta vem sendo feita há dez anos, ele enfatizou que a categoria tem posição contrária ao ponto eletrônico firmada em Congresso dos trabalhadores. Segundo ele, o ponto de luta é referendado pela Fasubra, a Federação nacional dos sindicatos de trabalhadores das universidades públicas. A posição da categoria não é em defesa de privilégios, pois não quer a ausência de controle de assiduidade, mas defende alternativas à utilização do ponto eletrônico apenas pelos servidores técnico-administrativos em Educação. Ele considera que existem divergências entre os trabalhadores quanto ao uso do ponto eletrônico no controle da jornada de trabalho dos servidores, mas disse que é importante conviver com os diferentes pontos de vista e manter o debate em torno do assunto.

Celso ressaltou que a direção do sindicato chamou a atividade para atender à solicitação feita por trabalhadores do Centro Tecnológico (CTC) que manifestaram contrariedade com a iniciativa de Reitoria em instalar o equipamento em setores como a Superintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação e Comunicação (SETIC) e a Biblioteca Universitária (BU) para fazer testes, embora o coordenador tenha observado que as máquinas ainda não foram ligadas. O coordenador destacou também que Hospital Universitário (HU) continua sendo o único setor da Universidade que viu implantado o ponto eletrônico, embora a direção do sindicato tenha formalizado o pedido de retirada dos equipamentos por parte da Administração Central.

Outras notícias

Eu sou a UFSC

almiro

Almiro Geraldo Albino

Na biblioteca setorial do HU trabalha Almiro Geraldo Albino, conhecido como Miro. O trabalhador, nascido em Florianópolis e morador do bairro Rio V + Mais

Vida nova na UFSC

katia

Kátia Denise Moreira

Kátia Denise Moreira é gaúcha de Veranópolis e há 15 anos mora em Florianópolis, no bairro Trindade. Foi aprovada para a única vaga de secretá + Mais
Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi