30/05/2018

Reunião avalia impactos da paralisação dos caminhoneiros

Em reunião durante a tarde desta quarta-feira (30/5), os integrantes do Comitê Emergencial criado pela administração da UFSC decidiram fazer sexta (1°/6) uma nova avaliação do quadro para confirmar o reinício das aulas na próxima segunda (4/6). O comitê foi montado para acompanhar os reflexos da greve dos caminhoneiros no cotidiano da Universidade, que teve as aulas suspensas esta semana. A Universidade divulgou uma nota (clique aqui) sobre os encaminhamentos da reunião de hoje e o comitê fará o mesmo logo após a avaliação a ser feita na sexta-feira depois do feriado, quando não haverá expediente na Universidade.

O representante do SINTUFSC no comitê, Cláudio Roberto Silvano, destacou a preocupação da entidade com a dificuldade dos técnicos em se deslocar até o campus em virtude da precariedade do transporte coletivo, uma vez que a maior parte da categoria utiliza ônibus como meio de ir ao trabalho, e cobrou uma posição da administração quanto à cobrança por parte de algumas chefias em relação aos trabalhadores. Segundo ele, a pró-reitora de Gestão de Pessoas, Carla Búrigo, observou que a orientação é para que seja utilizado o bom-senso e reforçou que os trabalhadores têm amparo legal para  o abono de faltas em situações como esta.

O sindicato encaminhou na terça-feira o nome de Silvano para representar a direção da entidade no comitê. Inicialmente, ele observou em sua fala a importância da participação dos servidores técnicos-administrativos em Educação em todas as comissões e comitês que digam respeito à comunidade acadêmica. Segundo ele, o chefe de gabinete da Reitoria, Áureo Moraes, desculpou-se em nome da administração, dizendo que o caráter emergencial da criação do comitê acabou fazendo com que as entidades representativas fossem chamadas posteriormente.

Outras notícias

Eu sou a UFSC

Adelino_07

Adelino Barbosa

Aos 78 anos, Seu Adelino Barbosa esbanja saúde e vitalidade dirigindo seu automóvel Astra e visitando diariamente os amigos no campus da UFSC na Tri + Mais

Vida nova na UFSC

jonas

Jonas Goldoni

Jonas Goldoni, 29 anos de idade, é natural de Foz do Iguaçu onde viveu a infância e adolescência. É filho de barrageiro. “Meu pai foi morar + Mais
Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi