09/12/2016

Em assembleia, categoria discute rumos do movimento

Em assembleia geral da categoria realizada na manhã de quinta-feira (8/12), os trabalhadores técnico-administrativos em educação da UFSC discutiram os rumos do movimento da greve nacional contra a aprovação da PEC 55/2016 e pelo cumprimento integral dos acordos da greve do ano passado. Os trabalhadores decidiram manter o movimento grevista até terça-feira, aguardando a orientação do Comando Nacional de Greve da Fasubra.

No Informativo de Greve da Federação divulgado na quinta (8) a orientação às 53 universidades em greve pelo País é pelo retorno unificado ao trabalho a partir de quinta-feira (15) da próxima semana.

A assembleia de quinta-feira foi uma continuidade das discussões realizadas na assembleia geral de quarta (7/12), que contou com as presenças do reitor da UFSC Luiz Cancellier e a pró-reitora de gestão de pessoas, Carla Búrigo, que participaram para discutir com a categoria sobre o desconto dos dias parados, determinada pelo Governo Federal com o respaldo de decisão judicial do Supremo Tribunal Federal. O reitor reiterou o compromisso da Andifes para buscar uma saída negociada com o MEC, Fasubra e Ministério do Planejamento.

O processo de exoneração do servidor Daniel Dambrowski acabou entrando em pauta na assembleia de quarta, quando o debate em torno da questão acabou se estendendo, com a categoria cobrando mudança de postura por parte da Reitoria, por considerar política a decisão de exonerar o trabalhador, que estava em estágio probatório e esteve envolvido na greve interna de 2014.

O reitor explicou que o processo contra Daniel foi implementado durante a gestão anterior da universidade, observando que a gestão atual vai analisar o processo com todos os envolvidos para tomar uma posição. Um dos encaminhamentos aprovados na quinta foi a proposta que, se houver qualquer tentativa de exoneração, que seja feita uma nova assembleia em caráter de urgência, para discutir ações de apoio ao trabalhador.

Dentre os encaminhamentos aprovados, a categoria referendou o calendário de atividades proposto pela Fasubra pela continuidade da greve em unidade com estudantes e demais trabalhadores, além de organizar o dia da votação da PEC como  o Dia Nacional de Lutas, chamando outros setores à unidade. A próxima assembleia geral de greve foi marcada para terça-feira, dia 13, às 9 horas na Reitoria da UFSC. A categoria aprovou também o fortalecimento das ações para divulgar os malefícios da Reforma da Previdência para sensibilizar a categoria e chamar para a luta.

Outras notícias

Eu sou a UFSC

DSCN5170

Wilson da Silva

Um dia o filho mais novo foi atrás do pai na Hidráulica da Universidade e perguntou pelo Wilson… A resposta deixou o garoto confuso: “Olha, + Mais

Vida nova na UFSC

roque

Roque Oliveira Bezerra

Nascido e criado em Florianópolis, Roque Oliveira Bezerra, é profissional da área de tecnologia da informação. Atualmente trabalha no Núcleo de + Mais
Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi