28/06/2016

Categoria aprova calendário de lutas proposto pela Fasubra

Jpeg

Aprovada paralisação dia 6 de julho

Em assembleia geral na manhã desta terça-feira (28/6) no auditório do SINTUFSC, os Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) discutiram e aprovaram diversas proposições encaminhadas pela última plenária nacional da Fasubra.

Após duas horas de debates, a categoria aprovou a adesão à paralisação nacional no dia 6 de julho, quarta-feira da próxima semana, em defesa da saúde e educação, proposta pela Federação ao Fórum Nacional das entidades dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe).

Além de envio de caravana a Brasília para reforçar a participação na Marcha da Saúde, em defesa do SUS e contra a privatização da Saúde, convocada pelas entidades do Conselho Nacional de Saúde, o apoio da categoria às manifestações do dia 6 contará com concentração em frente ao prédio da Reitoria no campus da Trindade, com realização de assembleia geral dos trabalhadores para discussão da conjuntura a partir das 8h.

A categoria aprovou também a proposição para realizar no dia 11 de agosto uma paralisação nacional, em desenvolvimento pelo setor da educação a partir do 2º ENE (Encontro Nacional da Educação), com vistas à construção de uma greve nacional da educação. Durante a assembleia do SINTUFSC os trabalhadores também aprovaram a resolução da apoiar a construção de uma greve geral. A proposição foi feita pela Fasubra às centrais sindicais para a articulação do movimento, a ter seus eixos debatidos pelas bases durante o mês de julho.

Com algumas abstenções, os TAEs aprovaram as duas primeiras deliberações da plenária nacional da Fasubra, que “tem como centralidade a luta pelo Fora Temer e o enfrentamento ao pacote econômico de Dilma e Temer, que se traduz em medidas como o PL 257 (agora PEC 241), a reforma da previdência, as privatizações, a DRU que retira orçamento da saúde e educação, e o descumprimento de acordos de greve”. A mesa dos trabalhos da assembleia teve a coordenação de Celso Ramos Martins, Dilton Rufino, Teresinha Ceccato e Maria Aparecida Martins, da direção do sindicato.

Durante a análise de conjuntura também houve discussões sobre processo eleitoral para a direção do sindicato, com eleições previstas para o dia 10 de agosto. O presidente da Comissão Eleitoral, Edwilson Ribeiro, comunicou ao plenário sua decisão de desligar-se da função e sair da Comissão, que teve o nome de Enaura Graciosa indicado para presidir os trabalhos. A plenária aprovou também a inclusão de Leny Fletes como suplente na Comissão Eleitoral.

Outras notícias

Eu sou a UFSC

abilio

Abílio Neves de Anselmo

Abílio Neves de Anselmo, nasceu em Florianópolis em uma época onde a capital era mais tranquila e simples. Cresceu no bairro Pantanal, ao lado da u + Mais

Vida nova na UFSC

roque

Roque Oliveira Bezerra

Nascido e criado em Florianópolis, Roque Oliveira Bezerra, é profissional da área de tecnologia da informação. Atualmente trabalha no Núcleo de + Mais
Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi