Roberta Moraes De Bem

robertaRoberta Moraes De Bem, 26 anos, é bibliotecária, se formou na Udesc em 2005 e desde o dia 9 de setembro de 2008 trabalha como chefe de serviço de referência na biblioteca central da UFSC. A trabalhadora é nativa de Florianópolis, casada e moradora do bairro Saco Grande.
Ela conta que o concurso na universidade foi “meio por acaso”. Roberta havia feito a inscrição, mas não tinha certeza de que viria para fazer a prova. No dia marcado, resolveu prestar o concurso e acabou passando, o que para ela foi uma surpresa, pois não tinha estudado.
Roberta comenta que gostou muito da recepção que teve na instituição. O curso preparatório foi muito importante para esclarecer as dúvidas, ficar por dentro dos trâmites e conhecer os direitos e deveres dos trabalhadores na universidade.
Antes de entrar na UFSC, Roberta trabalhava na Eletrosul. Ela conta que se sente muito realizada, pois é “apaixonada pelo ambiente acadêmico”. Ela também fez mestrado em Engenharia (Gestão do Conhecimento) e ainda pretende fazer doutorado.
Roberta explica que no setor em que trabalha na biblioteca ela se envolve em diversos afazeres diferentes. O serviço de referência cuida da comutação bibliográfica, do programa de capacitação da biblioteca, da memória documental, acessibilidade, material bibliográfico e do armazém, que é uma espécie de laboratório do curso de biblioteconomia.
Ela conta com orgulho que a mãe também é bibliotecária, se formou na UFSC e, quando estava grávida dela, fez estágio na biblioteca.
A trabalhadora afirma que sente um crescimento bem positivo em seu setor e conta que o acervo e a estrutura também vêm melhorando bastante.
Nas horas de folga Roberta gosta de ir à praia e viajar. Também se dedica a estudar línguas, principalmente o inglês, que considera fundamental para o exercício de seu trabalho.

Eu sou a UFSC

abilio

Abílio Neves de Anselmo

Abílio Neves de Anselmo, nasceu em Florianópolis em uma época onde a capital era mais tranquila e simples. Cresceu no bairro Pantanal, ao lado da u + Mais

Vida nova na UFSC

ndi

As pioneiras no NDI

Dalanea Cristina Flor, 36 anos, é formada em pedagogia, possui graduação e mestrado pela UFSC. Trabalhava na escola do Hospital Universitário e fe + Mais
Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi