Juliane S. da Silva

julianeNatural de Santa Maria (RS), Juliane S. da Silva, veio para Florianópolis aos seis anos de idade para morar com a avó que morava na região central da cidade. “Morava em frente de onde hoje é o Shoping Beira Mar. Não tinha mais o campo do Avaí, estava começando as obras do shoping, em 1986”.
Estudou o primário no Colégio São José e depois, até concluir o segundo grau, estudou no Instituto Estadual. Teve uma infância sadia, brincando com as crianças e brincadeiras da época. Depois que concluiu o segundo grau, Juliane teve seu primeiro e único filho, que hoje tem 13 anos. “Parei de estudar no ano em que ele nasceu e em 2003 fiz um curso técnico em secretariado me formando em 2005. Depois entrei na faculdade, em 2007, no curso de administração e me formo no final do ano”.
O primeiro emprego de Juliane foi como recepcionista na TV O Estado, depois trabalhou em uma empresa de telecomunicações e também em livraria. “Depois que comecei a faculdade fiz alguns estágios na área”, explica.
Sua história com a UFSC começa quando uma tia fez com que ela fizesse o concurso para a universidade que aconteceu em 2011. “Estava em semana de provas e minha tia ajudou a fazer a inscrição. Tive uma semana puxada de provas na faculdade, estava cansada, estagiando e estudando muito. Até que na véspera da prova o pastor da igreja me encorajou a fazer a prova”, conta. “Pela manhã fiz a prova e fui muito bem, quase gabaritei. Nunca tinha pensado em seguir na carreira pública mas já que me foi dada esta benção quero fazer o melhor possível”, complementa.
Juliane passou para a vaga de auxiliar administrativo e desde o dia 23 de agosto está trabalhando no setor de compras, localizado na reitoria. “Todos aqui são ‘gente boa’. Estão me passando toda a dimensão do trabalho. Por exemplo, uma compra para mobiliar um laboratório não é só uma compra mas é parte do processo para melhorar o aprendizado daqueles alunos. Vejo o tanto de tecnologia que há na universidade”, explica sobre suas atividades.
Para o futuro, Juliane pretende continuar a carreira acadêmica, fazendo uma pós-graduação. “Se der para continuar estudando aqui dentro eu quero fazer isso. Fazer outros concursos aqui na UFSC para cargos mais elevados. Crescimento profissional é importante e eu não quero ficar estagnada, quero continuar aprendendo e crescendo. Eu posso ser mais útil para a universidade e para a sociedade. Quero algo que me preencha pois sei que posso ajudar de alguma forma”, destaca a servidora.
Depois que Juliane viu que quase gabaritou a prova do concurso já foi incentivada a se filiar no sindicato. “Meu tio, que é aposentado da UFSC, disse: se filie ao sindicato! Depois que vimos o resultado. Eu não sabia o que faz um sindicato e ele me disse que é o órgão que vai proteger os meus interesses. A primeira coisa que fiz quando assinei o contrato foi filiar ao sindicato”, conta. “Perguntei no meu setor sobre o Sintufsc e todos me falaram muito bem”.

Eu sou a UFSC

dico

Osvaldo Gonçalves

Figura conhecida em muitos setores da universidade, Osvaldo Gonçalves, com seus 70 anos de idade, reflete humildade e simpatia em suas palavras. Nasc + Mais

Vida nova na UFSC

vanessa

Vanessa Livramento

Vanessa Livramento é natural de Florianópolis e moradora de São José. Apesar de ser formada em administração pela UFSC, entrou no concurso para + Mais
Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi