Andreia dos Santos Farias

andreiaAndreia dos Santos Farias, 31 anos de idade, é natural de Irati, interior do Paraná. Teve uma infância tranquila, brincando, indo à escola, estudando. “Em cidade pequena a vida é bem tranquila”. Estudou até a 8ª série na mesma escola, pública. No ensino médio foi para outra escola, também pública.
Andreia fez graduação em ciências contábeis na Unicentro, a universidade da cidade. E continuou estudando, fez uma pós graduação em gestão de pessoas na mesma instituição. “Eu gostava dessa área e não havia muitas opções de cursos noturnos pois trabalhava durante o dia”. Resolveu fazer a pós-graduação em gestão de pessoas para ampliar a área de estudos. “Trabalhei 6 anos em escritório de contabilidade”.
Andreia vei morar em Santa Catarina depois que o marido passou em um concurso público para a cidade de Rio do Sul. “Ficamos lá um ano e meio. Saí do meu trabalho então estava prestando concursos públicos. Fiz a prova para a UFSC para o campus de Joinville mas fui chamada para Florianópolis”. Ela ficou na dúvida se viria pois morar na capital não era o que tinha planejado. “Acho que tudo é providência divina”, explica.
Andreia fez o concurso em 2011 e foi chamada em junho de 2012 e esta lotada na secretaria do curso de engenharia de produção. “Fui bem recepcionada pelos colegas. Fiquei feliz com a nomeação. Acredito que temos que tentar”. A trabalhadora conta que ficou impressionada com a estrutura da universidade. “Talvez quem está aqui já esteja acostumado com esta estrutura mas quem vem de fora fica”.
A questão do estudo também chamou a atenção da servidora. “Em pouco tempo percebi como a universidade tenta preparar os estudantes, acho isso muito importante e quem ganha é a sociedade”. A capacitação também chamou a atenção. “Acho bem legal isso. Hoje vou começar a fazer um curso”.
Sobre o sindicato, Adreia diz que já ouviu falar. “Desde que entrei teve bastante informação. Acho importante alguém para representar, para buscar os direitos da categoria”. Ela está interessada em filiar-se para estar por dentro dos movimentos.
Para o futuro a trabalhadora pensa em continuar estudando. “Estou me organizando para fazer o mestrado. Estou procurando fazer as habilitações para fazer o mestrado”. Moradora do centro da cidade, ela conta que está satisfeita em morar na capital. “A cidade é muito bonita. O transporte para a UFSC é bom. Já estou adaptada. A parte mais difícil é ficar longe da família. Quando tenho uma folga vou para o Paraná revê-los”.

Eu sou a UFSC

licinio

Licino Rodolfo Mendes

Licino Rodolfo Mendes nasceu em Florianópolis no dia 18 de junho de 1941 e mora com a esposa Rose no condomínio residencial Villa Açoriana, no bair + Mais

Vida nova na UFSC

eduardo

Eduardo de Almeida Isoppo

Eduardo de Almeida Isoppo saiu de Criciúma aos 18 anos de idade e prestou vestibular para o curso de Física, na UFSC. Passou, em 2001, e frequenta a + Mais
Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi