09/09/2020

PELO MENOS UM PROFISSIONAL DE SAÚDE MORRE POR DIA VÍTIMA DE COVID-19 NO BRASIL

TÉCNCIOS SÃO MAIS ATINGIDOS

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), o primeiro caso confirmado de Covid-19 no Brasil ocorreu no dia 26 de fevereiro. Tomando a data como marco inicial da pandemia no país, isso quer dizer que, em média, pelo menos um profissional de saúde morre por dia no país vítima de Covid-19.

O Boletim Epidemiológico do MS, relatório semanal criado para dar publicidade ao acompanhamento da evolução da pandemia de Covid-19 no Brasil, começou a divulgar dados sobre os profissionais de saúde a partir do final de junho.

De lá para cá, os Boletins cobrem as últimas 9 semanas e registram uma evolução que partiu de quase de 173,5 mil até os atuais 270 mil casos confirmados de profissionais de saúde infectados.

No final de julho, o Brasil registrou oficialmente um total de 196 profissionais de saúde com mortes confirmadas por Covid-19. Mais 50 óbitos foram registrados até o final de agosto, totalizando 246 mortes de profissionais de saúde por Covid-19.

O número total de óbitos em agosto representa um crescimento de mais de 25% contra um aumento de mais de 40% durante o mês de julho, visto que o total de óbitos de profissionais de saúde por Covid-19 no final de junho era de 138.

TÉCNICOS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM MORREM MAIS QUE OUTRAS CATEGORIAS DA SAÚDE

Outro dado trazido pelos Boletins é a concentração de casos e óbitos confirmados de Covid-19 por categoria profissional. No final de agosto, o número de casos e óbitos entre técnicos e auxiliares de enfermagem foi de, respectivamente, 95.695 (34,3%) e 93 mortes.

Já entre enfermeiros, os casos chegaram a 40.699 (14,6%) e os óbitos a 42. Apesar da ocorrência ser menor entre os médicos com um total de 29.571 casos (10,6%), o número de óbitos supera o de enfermeiros com 52 mortes.

Outras notícias

Eu sou a UFSC

Vida nova na UFSC

Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi