10/08/2020

TAES CRIAM GT E SEMINÁRIO SOBRE TRABALHO REMOTO

NOVO NORMAL

Em acordo com as decisões tomadas na assembleia on-line do dia 6 de agosto, a diretoria do Sintufsc vai adotar uma série de medidas para análise e monitoramento do trabalho remoto na UFSC. O principal objetivo é denunciar abusos e exigir condições de trabalho.

Para tanto, um Grupo de Trabalho (GT) será criado com o objetivo de estudar os impactos da IN 65 e do trabalho remoto na UFSC. Um seminário para socializar e amadurecer o trabalho do GT também foi decisão da assembleia.

Outra decisão da assembleia determina que a diretoria do Sintufsc encaminhe uma consulta ao setor jurídico da entidade para verificar a possibilidade de mover ação sobre transferência de custos causada pelo trabalho remoto semelhante aquilo que foi feito pelos trabalhadores da Petrobras.

Os diretores do sindicato também vão fazer um questionamento junto à Procuradoria do Ministério Público do Trabalho por causa da falta de testes para Covid-19 em setores do HU que tiveram pacientes contaminados. Além disso, foi aprovado o indicativo de que o Sintufsc volte a ocupar espaços de controle social do SUS.

Outras notícias

Eu sou a UFSC

Vida nova na UFSC

Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi