12/02/2020

SETORIAIS REVELAM DESEJO DE REAÇÃO AOS ATAQUES CONTRA A UFSC

Na terça-feira (11/02) foi a vez das trabalhadoras e trabalhadores do CCS, do CTC, da Setic e do Centro de Cultura e Eventos receberem a diretoria do Sintufsc para debater a jornada de 30 horas para todos, a redução do horário de atendimento imposta pela reitoria e o boicote ao ponto eletrônico.

Entre as ideias que surgiram nas reuniões estão a criação de mecanismos de participação online nos espaços deliberativos do sindicato, a organização de manifestações públicas para dialogar com a comunidade universitária, a realização de uma ocupação na Prodegesp e a tomada de medidas cabíveis contra chefias que estão assediando técnicas e técnicos-administrativos (TAEs) a participarem dos testes do ponto.

Especificamente na Secarte, onde muitos eventos são realizados à noite e nos finais de semana, há a reclamação generalizada em relação ao ponto eletrônico.

Outra discussão que tem sido constantemente abordada nas setoriais é a análise da conjuntura política atual e a mobilização dos TAEs em nível nacional. Amadurece a consciência de que é preciso responder aos ataques do governo contra o serviço público como a já anunciada, mas não apresentada, reforma administrativa, a PEC emergencial e a Medida Provisória 914.

CRESCE MOVIMENTO PELAS 30 HORAS PARA TODOS OS SETORES

Aos poucos, os TAEs da UFSC também estão se apropriando do debate sobre as 30 horas para todos e enxergando os benefícios da flexibilização total da UFSC para a população.

Um paralelo que tem sido utilizado para explicar a necessidade das 30 horas para todos é a metáfora do organismo. Um corpo não funciona bem se todas as suas partes não trabalham em conjunto.

Não adianta o coração bombear sangue pelo corpo se o pulmão não está oxigenando o sangue. É o que acontece com os setores de atendimento. Eles não vão funcionar da melhor maneira se não tiverem como solicitar serviços e informações de outros lugares ou como repassar demandas.

Mais que uma alternativa garantida por lei para quando o horário de atendimento é oferecido de maneira ininterrupta por doze horas ou mais, Decreto 1.590/95, a flexibilização quer dizer mais eficiência e economia para a universidade.

Participe das reuniões setoriais e contribua na elaboração das ações em defesa da universidade! Juntos somos mais fortes!

CALENDÁRIO DE REUNIÕES SETORIAIS
(Os locais das reuniões que faltam serão divulgados assim que confirmados)

QUARTA (12/02) – HU – 9H – BLOCO E3 DIDÁTICO PEDAGÓGICO

QUARTA (12/02) – REITORIA 1 / MUSEU / COPERVE – 14H – SALA DOS CONSELHOS

QUARTA (12/02) – REITORIA 2 – 14H – REITORIA 2 SALA 901

QUINTA (13/02) – CSE / CCJ – 9H – AUDITÓRIO CSE

QUINTA (13/02) – EDITORA / IMPRENSA / AGECOM – 14H – AGECOM

SEXTA (14/02) – CCA / FAZENDA / IAPAD / CIDADE DAS ABELHAS – 9H – SALA DE AULA “AQI 104″ NO BLOCO “A” DO CCA

SEXTA (14/02) – NETI / DAC – 14H – SALA 3 DO NETI

SEGUNDA (17/02) – CCB CARVOEIRA / CFM / CCE – 9H – SALA 002 DOS BLOCOS MODULADOS (CFM), EM FRENTE À COORDENAÇÃO DE MATEMÁTICA

SEGUNDA (17/02) – CED / CFH – 14H – MINIAUDITÓRIO DO CFH

TERÇA (18/02) – CCB CÓRREGO GRANDE / ECV / EQA – 9H – AUDITÓRIO 1 DO EQA

QUARTA (19/02) – CDS – 9H – SALA 32 DO 2º ANDAR DO BLOCO 5

Outras notícias

Eu sou a UFSC

elza

Elza de Sousa

Elza de Sousa, 62 anos, é natural de Florianópolis e sempre viveu na ilha. Nascida na casa da mãe em uma época em que as parteiras eram mais atuan + Mais

Vida nova na UFSC

Laura

Laura Josani Andrade Correa

Natural de Cuiabá, Mato Grosso, Laura Josani Andrade Correa, tem 29 anos, reside em Florianópolis desde 2007 quando o marido passou em um concurso. + Mais
Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi