07/02/2020

REITORIA CEDE À PRESSÃO E RETOMA 30H NO NDI E CA

Depois dos atos realizados pela categoria nos últimos dias 28 de janeiro e 2 de fevereiro, a reitoria sentiu a pressão e cedeu a jornada de 30 horas para vinte e quatro trabalhadoras e trabalhadores do Colégio de Aplicação (CA) e vinte do Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI).

As portarias 347/2020 e 348/2020 que autorizam a flexibilização da jornada e possibilitam o atendimento estendido de 12 horas em partes do NDI e do CA, foram publicadas na tarde desta sexta-feira (07/02).

A confusão que seria causada na próxima segunda (10/02), com a volta às aulas nas duas unidades sem o atendimento estendido, foi denunciada pelas trabalhadoras e trabalhadores em todas as atividades realizadas pelo sindicato desde a suspensão das portarias no final do ano passado.

Agora, a orientação da diretoria do sindicato é que todas e todos participem das reuniões setoriais e organizem ações que aumentem ainda mais a pressão sobre a reitoria com o objetivo de conquistar a jornada de 30 horas para todos os setores. Clique aqui, veja o calendário das reuniões setoriais e participe da luta.

REITORIA SEGUE COM MEDO DA CGU

As novas portarias indicam que a reitoria decidiu restringir ainda mais a flexibilização. Agora, a jornada de 30 horas passou a ser concedida individualmente, com nome, matrícula SIAPE, cargo e horário explicitado no texto da portaria. A nova política de flexibilização da reitoria veda ainda a concessão das 30 horas quando a atividade for desempenhada por apenas dois TAEs, mesmo se a atividade for de atendimento direto ao estudante.

Na prática, o reitor cria regras inexistentes no Decreto n° 159/95 que regulamenta a jornada de trabalho no serviço público federal, para tentar se adequar a nota técnica da CGU sobre a flexibilização na UFSC.

Com isso, a gestão Ubaldo Cézar Balthazar abandona mais uma vez a defesa da autonomia universitária para tentar dividir a categoria.

BOICOTE AO PONTO CONTINUA

A orientação do sindicato continua a mesma, todas e todos os TAEs devem participar do boicote à fase de testes do ponto eletrônico que acontece em fevereiro e março deste ano. De acordo com a própria reitoria, a participação na fase de testes não é obrigatória e as chefias que disserem o contrário precisam ser denunciadas ao sindicato para que as devidas providências sejam tomadas.

PARTICIPE DAS REUNIÕES SETORIAS!
JORNADA DE 30 HORAS PARA TODOS OS SETORES DA UFSC!
JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

Outras notícias

Eu sou a UFSC

alex

Alex Martins

Alex Martins é nativo de Florianópolis e desde o dia 13 de setembro de 1979 trabalha na Universidade Federal de Santa Catarina. São 30 anos de dedi + Mais

Vida nova na UFSC

juliane

Juliane S. da Silva

Natural de Santa Maria (RS), Juliane S. da Silva, veio para Florianópolis aos seis anos de idade para morar com a avó que morava na região central + Mais
Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi