Osvaldo Gonçalves

dicoFigura conhecida em muitos setores da universidade, Osvaldo Gonçalves, com seus 70 anos de idade, reflete humildade e simpatia em suas palavras. Nascido e criado em Florianópolis, trabalha na UFSC desde os primórdios tempos da Faculdade de Filosofia. Mais conhecido como Dico, entrou na UFSC por convite da Elena Souza, que perguntou para sua mãe sobre a disponibilidade de trabalhar. O então diretor da Faculdade de Filosofia, Henrique Fontes, o contratou como servente. “Eu limpava, varria, fazia café. Era jovem e vaidoso, fiquei com receio, mas aceitei”, conta. Dico lembra com alegria das atividades que fazia naqueles tempos de pouca tecnologia e muito trabalho. “Esfregava os pisos com palha de aço para depois passar a cera com panos, de joelhos”, conta, sentado sob a sombra das árvores em frente à Reitoria em uma tarde de outono. Árvores que, ele faz questão de lembrar, já estavam ali quando os primeiros prédios foram erguidos. “O primeiro foi aquele ali”, aponta para o CCE. Mais tarde, Dico ficou responsável pelos preparativos das cerimônias oficiais dos reitores. “Uma vez recebemos o Ministro da Marinha que veio vistoriar as obras na Ilha de Anhatomirim. Ficamos na madrugada preparando alguns quitutes para eles. Também ajudei em jantares, cuido da borla (adereço que o reitor usa nas cerimônias oficiais), das bandeiras”, relata. O servidor conta que conheceu todos os reitores que passaram pela UFSC. “Menos o Bruno porque me aposentei naquela época”, explica. Osvaldo diz que já foi pedido para ele escrever um livro. “Eu não quero. Se eu fizer isso vou ter que falar de coisas boas e coisas ruins e eu não quero falar de coisas ruins”, resume ao falar do pedido. Aposentado há cerca de 20 anos, atualmente Dico faz trabalho voluntário no Hospital Universitário, auxiliando as pessoas que procuram atendimento na instituição. “Chegam pacientes de todo Estado, muitas vezes sozinhos ou acompanhados por um parente. Faço companhia para eles, ajudo na recepção, converso um pouco, dou um pouco de atenção”, explica. “Tenho um carinho grande pelas pessoas que trabalham no HU e no setor de odontologia. Para mim são todos iguais, desde o pessoal da limpeza até os médicos, todos têm sua importância, sou respeitado e respeito todos”, completa. Dico também é um dos fundadores do Sintufsc e já participou de algumas gestões. “É um trabalho importante. Hoje prefiro ajudar por fora, quando precisam me chamam”, finaliza.

Eu sou a UFSC

alex

Alex Martins

Alex Martins é nativo de Florianópolis e desde o dia 13 de setembro de 1979 trabalha na Universidade Federal de Santa Catarina. São 30 anos de dedi + Mais

Vida nova na UFSC

juliana

Juliana Carla Gomes de Souza

Nascida em Florianópolis, Juliana Carla Gomes de Souza, começou a trabalhar no setor de auditoria interna do gabinete da Reitoria ha poucos dias. + Mais
Sintufsc

sintufsc © todos os direitos reservados

Siga-nos:
Agência WEBi